Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

"Trajetória" - um alívio para quem lê tanto sobre política


Do blog Pretextos-elr - http://pretextoselr.blogspot.com/ 


Além do excelente artigo abaixo,  há outros excelentes.








A tecnologia nos revela números que, na média, marcam a trajetória de um ser humano pelo mundo. Cada um de nós conhecerá quase 2 mil pessoas ao longo da vida, das quais, asseguram-nos, em torno de 300 terão nosso afeto. O que significa que com estas nos importaremos de fato, desejando-as tanto quanto possível perto de nós.







Não se sabe se parceiros que 'encontraremos' virtualmente na caminhada estão incluídos nesses números. É também com eles que dividiremos – ou não – parte da pesada carga que nos será destinada. Porque apesar da indisfarçável sombra que acompanha a internet, fruto da inexistência de controle da rede, não se pode negar a ela boas e raras surpresas, nem desconhecer seus benefícios. Dos relacionamentos virtuais que faremos, a imensa maioria talvez jamais ultrapasse a categoria de diálogos com simples apelidos. Mas alguns trarão, junto ao nome, uma carga substancial de verdade e afeto maior do que relacionamentos no dia-a-dia do mundo real.





À medida que avançamos no tempo, mais claras se mostram as linhas que lhe marcam a face severa, abreviando-nos momentos de sorrisos que iluminam e de alegrias que queremos eternas. E se traremos mesmo no coração em torno de três centenas de nossos semelhantes durante a vida, então será em razão deles – ou com eles – que gastaremos boa parte dos 60 litros de lágrimas que vamos produzir. Com o que sobrar, tentaremos apagar a lembrança de sonhos não realizados, de dores colhidas pelo caminho. Haveremos de chorar de medo e de saudade, de arrependimento e de raiva, de solidão e de tristeza.





Mas nossas lágrimas também serão de alegria e de emoção por encontros e reencontros, por conquistas, vitórias e descobertas. Elas estarão ainda em partidas e chegadas, em agradecimentos, revelações e surpresas capazes de nos fazer pressentir uma brisa de felicidade.





Já foi dito que começos assustam e finais costumam ser tristes. Mas são os meios que mais contam. Talvez nos livrássemos de muitos sustos e tristezas se, no auge da caminhada, alargássemos o coração para dar abrigo e aconchego humanos a pouco mais que 300 viajantes como nós.





Na média.


 


Postado por Eduardo Lara Resende


 



publicado por vergonha-nacional às 11:25
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De o copista paschoal a 29 de Junho de 2010 às 04:29
Muito bom texto. Valeu a publicação!


De Star a 29 de Junho de 2010 às 13:59
Os posts estão sumindo e as vezes nem da pra comentar PQP


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. CENSURA - Deputado pede p...

. CENSURA AOS BLOGS – Parte...

. CENSURA AOS BLOGS - Pedr...

. Colégio não comprova que ...

. Dilma vai rubricar ou ass...

. Lula e Dilma têm muita co...

. Dilma, "veja tudo, fique...

. Frase da semana

. Projeto de lei contra a l...

. Lula, só com arroz e bróc...

.arquivos

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds