Terça-feira, 30 de Junho de 2009

Presidente de Honduras, pijamas e roupão

Zelaya, que chegou à presidência de Honduras com a diferença de poucos votos a seu favor, foi expulso de seu país, ainda de pijama, por um golpe de estado.

***

***
***
***
O presidente de Honduras foi deposto de maneira considerada inaceitável pelos países que dizem lutar pela democracia. Porém, Zelaya havia antes desacatado a Suprema Corte, o Congresso e as Forças Armadas, numa demonstração de desrespeito às leis e a órgãos federais. Queria mudar a constituição com o objetivo de se eternizar no poder, como fez Hugo Chaves na Venezuela.



***

Os Chaves e Lulas se revoltam contra qualquer situação não democrática, entretanto são simpatizantes do ditador Fidel Castro. Fica visível que, para os governantes populistas, o autorismo só é bem vindo quando vier da esquerda.

***

Isso nos leva a imaginar os Chaves e Luis Inácio - tão populistas quanto Zelaya - sendo depostos e saindo pela porta dos fundos de seus palácios... de pijama ou roupão.
***

***

***




publicado por vergonha-nacional às 12:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Junho de 2009

Olha a cobra aí, minha geeeente...

*
Luís Inácio é o conhecido transformista que governa o país. Uma hora é agressivo, outra extremamente delicado e carinhoso. Simples e vaidoso. Democrático e autoritário. Humilde e arrogante. Pobre e chique. É um homem do povo que faz parte da elite que tanto critica.
***

***

Com a presença de Dilma Roussef, mais uma vez Luís Inácio fez um arraial na Granja do Torto, que eu chamaria Granja do Distorcido não apenas por sua capacidade de distorcer a realidade diante dos eleitores, quanto seu próprio comportamento, que varia de acordo com seus objetivos .

***

Após seis anos de governo, o presiMente ainda não se cansou de falar da miséria, mas até agora não acabou com ela. Luís Inácio não mata a cobra, só mostra o pau.

***

Ao saber que os ministros Edison Lobão, José Gomes Temporão, Nelson Jobim, José Múcio, Fernando Haddad e outros seguiram em fila atrás de Luís Inácio, vejo a dança da quadrilha e ouço de longe todos gargalhando e gritando "Olha a cobra aí, minha geeeeente." . Porém, a cobra que tanto nos amedronta é sua aliada.

***

publicado por vergonha-nacional às 06:05
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Tabela e Relação de tributos

As informações sobre essa escandalosa tributação consegui com a ajuda do Blog de um de vocês. Não tive o cuidado, na hora, de deixar anotado, mas se o autor da colaboração se manifestar agradeço e ainda fico devendo.
***
Um ou outro ítem talvez não esteja atualizado, mas no geral é isso aí mesmo. Não descobri quanto é pago de imposto pelo pão francês. Se alguém souber, agradeço de novo.
***
***
ARTIGOS DIVERSOS

***

***

Sabendo que os impostos que pagamos são desviados de maneira tão indecente, dá vontade de fazer greve de fome. E os 83% sobre a cachaça é motivo para não haver mais nenhum bebum no país... a não ser Luís Inácio que bebe às nossas custas.

***

***
Lista de tributos brasileiros
(impostos, contribuições, taxas, contribuições de melhoria)
******

1. Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante – AFRMM - Lei 10.893/2004

***
2. Contribuição á Direção de Portos e Costas (DPC) - Lei 5.461/1968

***
3. Contribuição ao Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - FNDCT - Lei 10.168/2000

***
4. Contribuição ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), também chamado "Salário Educação" - Decreto 6.003/2006

***
5. Contribuição ao Funrural

***
6. Contribuição ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) - Lei 2.613/1955

***
7. Contribuição ao Seguro Acidente de Trabalho (SAT)

***
8. Contribuição ao Serviço Brasileiro de Apoio a Pequena Empresa (Sebrae) - Lei 8.029/1990

***
9. Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado Comercial (SENAC) - Decreto-Lei 8.621/1946

***
10. Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado dos Transportes (SENAT) - Lei 8.706/1993

***
11. Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado Industrial (SENAI) - Lei 4.048/1942

***
12. Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado Rural (SENAR) - Lei 8.315/1991

***
13. Contribuição ao Serviço Social da Indústria (SESI) - Lei 9.403/1946

***
14. Contribuição ao Serviço Social do Comércio (SESC) - Lei 9.853/1946

***
15. Contribuição ao Serviço Social do Cooperativismo (SESCOOP) - art. 9, I, da MP 1.715-2/1998

***
16. Contribuição ao Serviço Social dos Transportes (SEST) - Lei 8.706/1993

***
17. Contribuição Confederativa Laboral (dos empregados)

***
18. Contribuição Confederativa Patronal (das empresas)

***
19. Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico – CIDE Combustíveis - Lei 336/2001

***

20. Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico – CIDE Remessas Exterior - Lei 10.168/2000

***
21. Contribuição para a Assistência Social e Educacional aos Atletas Profissionais - FAAP - Decreto 6.297/2007

***

22. Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública - Emenda Constitucional 39/2002

***
23. Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional – CONDECINE - art. 32 da Medida Provisória 2228-1/2001 e Lei 10.454/2002

***
24. Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública - art. 32 da Lei 11.652/2008.

***
25. Contribuição Sindical Laboral (não se confunde com a Contribuição Confederativa Laboral, vide comentários sobre a Contribuição Sindical Patronal)

***
26. Contribuição Sindical Patronal (não se confunde com a Contribuição Confederativa Patronal, já que a Contribuição Sindical Patronal é obrigatória, pelo artigo 578 da CLT, e a Confederativa foi instituída pelo art. 8, inciso IV, da Constituição Federal e é obrigatória em função da assembléia do Sindicato que a instituir para seus associados, independentemente da contribuição prevista na CLT)

***
27. Contribuição Social Adicional para Reposição das Perdas Inflacionárias do FGTS - Lei Complementar 110/2001

***
28. Contribuição Social para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS)

***
29. Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL)

***
30. Contribuições aos Órgãos de Fiscalização Profissional (OAB, CRC, CREA, CRECI, CORE, etc.)

***
31. Contribuições de Melhoria: asfalto, calçamento, esgoto, rede de água, rede de esgoto, etc.

***
32. Fundo Aeroviário (FAER) - Decreto Lei 1.305/1974

***
33. Fundo de Combate à Pobreza - art. 82 da EC 31/2000

***
34. Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (FISTEL) - Lei 5.070/1966 com novas disposições da Lei 9.472/1997

***
35. Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)

***
36. Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (FUST) - art. 6 da Lei 9.998/2000

***
37. Fundo Especial de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento das Atividades de Fiscalização (Fundaf) - art.6 do Decreto-Lei 1.437/1975 e art. 10 da IN SRF 180/2002

***
38. Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel) - Lei 10.052/2000

***
39. Imposto s/Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)

***
40. Imposto sobre a Exportação (IE)

***
41. Imposto sobre a Importação (II)

***
42. Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA)

***
43. Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU)

***

44. Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR)

***
45. Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza (IR - pessoa física e jurídica)

***
46. Imposto sobre Operações de Crédito (IOF)

***
47. Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS)

***
48. Imposto sobre Transmissão Bens Inter-Vivos (ITBI)

***
49. Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD)

***
50. INSS Autônomos e Empresários

***
51. INSS Empregados

***
52. INSS Patronal

***
53. IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados)

***
54. Programa de Integração Social (PIS) e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP)

***
55. Taxa de Autorização do Trabalho Estrangeiro

***
56. Taxa de Avaliação in loco das Instituições de Educação e Cursos de Graduação - Lei 10.870/2004

***
57. Taxa de Classificação, Inspeção e Fiscalização de produtos animais e vegetais ou de consumo nas atividades agropecuárias - Decreto-Lei 1.899/1981

***
58. Taxa de Coleta de Lixo

***
59. Taxa de Combate a Incêndios

***
60. Taxa de Conservação e Limpeza Pública

***
61. Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental – TCFA - Lei 10.165/2000

***
62. Taxa de Controle e Fiscalização de Produtos Químicos - Lei 10.357/2001, art. 16

***
63. Taxa de Emissão de Documentos (níveis municipais, estaduais e federais)

***
64. Taxa de Fiscalização da Aviação Civil - TFAC - Lei 11.292/2006

***
65. Taxa de Fiscalização da Agência Nacional de Águas – ANA - art. 13 e 14 da MP 437/2008

***
66. Taxa de Fiscalização CVM (Comissão de Valores Mobiliários) - Lei 7.940/1989

***
67. Taxa de Fiscalização de Sorteios, Brindes ou Concursos - art. 50 da MP 2.158-35/2001

***
68. Taxa de Fiscalização de Vigilância Sanitária Lei 9.782/1999, art. 23

***
69. Taxa de Fiscalização dos Produtos Controlados pelo Exército Brasileiro - TFPC - Lei 10.834/2003

***
70. Taxa de Fiscalização e Controle da Previdência Complementar - TAFIC - art. 12 da MP 233/2004

***
71. Taxa de Licenciamento Anual de Veículo

***
72. Taxa de Licenciamento, Controle e Fiscalização de Materiais Nucleares e Radioativos e suas instalações - Lei 9.765/1998

***
73. Taxa de Licenciamento para Funcionamento e Alvará Municipal

***
74. Taxa de Pesquisa Mineral DNPM - Portaria Ministerial 503/1999

***
75. Taxa de Serviços Administrativos – TSA – Zona Franca de Manaus - Lei 9.960/2000

***
76. Taxa de Serviços Metrológicos - art. 11 da Lei 9.933/1999

***
77. Taxas ao Conselho Nacional de Petróleo (CNP)

***
78. Taxa de Outorga e Fiscalização - Energia Elétrica - art. 11, inciso I, e artigos 12 e 13, da Lei 9.427/1996

***
79. Taxa de Outorga - Rádios Comunitárias - art. 24 da Lei 9.612/1998 e nos art. 7 e 42 do Decreto 2.615/1998

***
80. Taxa de Outorga - Serviços de Transportes Terrestres e Aquaviários - art. 77, incisos II e III, a art. 97, IV, da Lei 10.233/2001

***
81. Taxas de Saúde Suplementar - ANS - Lei 9.961/2000, art. 18

***
82. Taxa de Utilização do SISCOMEX - art. 13 da IN 680/2006.

***
83. Taxa de Utilização do MERCANTE - Decreto 5.324/2004

***
84. Taxas do Registro do Comércio (Juntas Comerciais)

***
85. Taxa Processual Conselho Administrativo de Defesa Econômica - CADE - Lei 9.718/1998

publicado por vergonha-nacional às 07:03
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

O ruim é bom...


... para quem é pior. É a única explicação para Luís Inácio defender, sempre, o que não presta.
***


***

Luís Inácio, agora, resolveu defender os altos impostos, pois o Estado precisa ajudar os mais pobres. Segundo ele, é melhor distribuir entre os pobres do que diminuir a carga tributária. Aproveitou para criticar os empresários, em seu discurso hipócrita. "Amo os pobres, sinto repulsa pelos mais abastados." é o recado falso que envia ao povo ignorante que precisa lhe dar voto para sentir menos fome.

***

Como mente esse presiMente:

***

Em países mais adiantados com impostos também muito altos, o que arrecadam é usado em favor da população (não do pobre). Todos têm acesso a atendimento médico, hospitais decentes, boas escolas, o que não existe no Brasil, pois a maior parte dos recursos públicos são desviados. Ao contrário do que ele pretende que acreditem, o dinheiro da União não é distribuído aos pobres. Aqui, o governo engana o pobre com "farofa", enquanto sua vida continua tão pobre quanto antes. É a famosa calça de veludo com a bunda de fora, quando os desavisados acreditam que o sujeito tem e ele mesmo pensa que tem, mas não tem nada.

***

Luis Inácio fala como se apenas os empresários fossem vítimas da ganância política. Mas todos pagam impostos escorchantes, inclusive o pobre... só que não sabe. Os adoradores do presiMente dirão que isso não é problema, pois eles têm cesta básica. Mas duvido que uma família pobre, que geralmente tem muitos filhos para alimentar, possa viver o mês inteiro com essa esmola populista. Além disso, ao comprar um único pão francês, que não vem na cesta básica, o pobre já está pagando imposto .

***

Ao comprar açúcar, por exemplo, o pobre paga 40% de impostos. E o açúcar é um dos produtos mais consumidos pelo pobre, que adora tudo muito doce (talvez para a vida parecer menos amarga) .

***

Resumindo: como os impostos não são devidamente repassados à população, se a carga tributária fosse menor, certamente o pobre não precisaria do governo para comer feijão com arroz por apenas alguns dias e não perderia a dignidade.

***

E a cachaça, heim? Vejam no próximo capítulo.

***

Sugiro distribuir, pricipalmente aos pobres, a tabela de impostos cobrados pelo Governo, que está na próxima página. Sem esquecer de pedir que levem a tabela em baixo do braço toda vez que for ao mercadinho da esquina ou até mesmo ao Supermercado que oferecer maravilhosas promoções.

***

















publicado por vergonha-nacional às 07:49
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

A opinião sobre os militares é pessoal ...


... e aceito contestação.

*
Os militares foram apontados como grandes vilões por muito tempo e até hoje ainda são vistos assim por muitas pessoas. Mesmo quem teve uma vida tranqüila na época - bem mais tranqüila que hoje - sempre foi induzido a criticar o regime militar.
***
Ninguém se atreve a contestar o 'politicamente correto', por medo de não ser aceito pela sociedade, mesmo que manipulada.
***
Ser politicamente correto é obrigação, um dos motivos que nos levam a simpatizar com os gays que esfregam suas preferências sexuais acintosamente na nossa cara (alguém já viu um hetero sair pelas ruas exibindo suas preferências?). Somos obrigados a sentir pena dos meninos de rua que vêm pedir um trocado para compar crack, com medo da crítica "você é uma pessoa má, que não tem respeito pelos direitos humanos". O mesmo menino que mais tarde será seu próprio assaltante ou assassino. Lembram do caso da Candelária, quando aquela boa moça, defensora dos pobres e oprimidos foi assassinada por um deles?
***
Os militares não são covardes nem coniventes com esse lixo político. Eles foram acuados por uma opinião maciça, formada por intelectuais e divulgadas insistentemente. O brasileiro, que não se atreve a ir contra idéias impostas, nega o espaço aos militares.
***
E quem não se lembra do Pasquim e da atuação de Ziraldo, que se fartou às custas do governo militar? Ziraldo ganhou mais de um milhão de indenização por 'perseguição política' aos jornalistas, na época da ditadura, e prestação mensal de mais de quatro mil reais até o fim de sua vida. Ao ser criticado por tal benesse, Ziraldo disse: "Eu quero que morra quem está criticando. Porque é tudo cagão e não botou o dedo na seringa. " Bem, que eu saiba, Ziraldo nunca foi enfermeiro... Além disso, o intelectual Ziraldo se trai quando deseja a morte de quem critica. Logo ele que ganhou fama ao gritar pela liberdade, principalmente a liberdade de expressão.
***
Mas e o Bóris Casoy que, há pouco tempo, no governo Lula, foi afastado de seu programa num jornal da TV por seus comentários contra o governo? Ele também terá, mais tarde, direito à anistia?
***
***
Os militares foram acuados
por uma sociedade falsamente democrática.
***
Ser politicamente incorreta deve ser motivo de orgulho.
***
publicado por vergonha-nacional às 03:14
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Terça-feira, 23 de Junho de 2009

Luís Inácio e a pobreza




Luís Inácio
não alimenta os pobres.
***
Ele alimenta
a fome dos pobres por benefícios.

***

***

***

publicado por vergonha-nacional às 06:45
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Falem mal, mas falem de mim...

*

É assim que pensa Lula, o Presidente! É assim que pensam os nossos Deputados, os nossos Senadores. Eles sabem que sempre serão reeleitos; principalmente os mais sabidos; os mais crápulas; os mais bandidos. Nós, “milicos ingênuos”, entregamos o ouro aos bandidos e ficamos agora a chorar, com as calças nas mãos, no meio de balas perdidas... Lula nunca irá se entregar, como nós nos entregamos; de um modo acovardado, fraco, medroso, pelas portas dos fundos, exatamente como eles queriam... Que inveja me dá dos militares chilenos; eles entregaram o governo aos bandidos de lá, mas não o poder; o militar chileno sabe defender sua honra, sua dignidade... Sabem defender-se e defender sua pátria, sua nação. É por isso, e principalmente por isso, que o Chile é um país considerado do primeiro mundo; os subversivos de lá sabem que se “bobearem”, levarão porrada novamente... Aqui, não. Aqui, senadores, deputados, governadores, governadoras, juízes sem juízo, fazem o querem com o nosso estraçalhado país. Sarney, o dono da capitania hereditária do Maranhão, que o diga...

***

Lula está com mais de 70% de aprovação. Não tenham dúvidas. Não há terrorista nenhum no atual governo capaz de substituí-lo. Nem Dilma, nem Palocci, nem ninguém. Pode até fingir que não quer um terceiro mandato; e, mesmo que não queira, continuará exercendo o poder, pois queiramos ou não ele é dono de um carisma extraordinário; demoníaco mesmo! Apressem-se, portanto! Ninguém vai tirá-lo do poder. Sua ambição pelo poder é muito mais forte do que vocês possam imaginar! É mais forte que qualquer feitiçaria. Que qualquer dos orixás baianos... Levantem-se, corram pelas ruas, façam versos, ameaças; de nada vai adiantar. Para um homem que se acha culto, digno, sábio, filantropo, dono de um partido, tantas e tantas vezes experimentado em greves nas portas das fábricas, que fez um imbatível curral eleitoral de 60 milhões de esfomeados. Para um homem que trabalhou, batalhou, rastejou; que é capaz de pisar no pescoço da própria mãe para subir, como disse o Brizola; que está agora no auge da popularidade, nunca, mas nunca mesmo vai querer voltar a ser um pobre fugitivo das agruras das secas nordestinas. Setenta por cento de analfabetos não deixarão que isto aconteça.

***

Jurema, nos tempos da Alta-Roma, Apeles, o grande pintor de Filipe e de Alexandre da Macedônia, dizia para um sapateiro que criticava sua obra:-- Não vá o sapateiro além dos sapatos... Coronel e piloto como sou, eu também não deveria ir além dos meus aviões, e deixar os assuntos políticos para os mais capacitados. Mas, ovelha negra que também sou, não consigo ficar calado e continuo dando meus berros na política deste Brasil tão grande e amado. Sabe o que eu acho mesmo, Ju, é que nós falhamos com o nosso Brasil, com os nossos filhos, com os nossos amigos, com aqueles que confiaram em nós, ao permitirmos que esses bandidos tomassem conta do Brasil, livres e considerados os campeões da democracia; falhamos ao não termos chegado ao extremo de afogá-los num banho de sangue, como os comunistas gostam de fazer, quando assumem o poder. Mas, não... Hoje não sabemos nem contar aos nossos filhos quem são esses crápulas, esses pulhas, esses bandidos sem escrúpulos que já se apossaram dos nossos corpos e agora querem se apossar das nossas almas. Da descarada ambição pelo poder; da crueldade de que serão capazes, se os deixarmos com as rédeas soltas; o que eles querem é me ver calado; é nos ver calados... Usando de nuanças, sutilezas vazias, cenas “fora do palco...” para iludir os parvos...

Coronel Maciel

******

***

Há um animador comentário do Laguardia em "A gororoba do Senado" sugerindo uma passeata no próximo 7 de setembro. Porém, em setembro do ano passado, a ANDEC (http://andec.blogspot.com/ providenciou uma passeata de protesto em diversas cidades que não aconteceu em São Paulo e, se aconteceu em outros lugares, não fez o menor efeito. A polícia se fez presente e não permitiu. Mas quem não permitiu, mesmo, foi o próprio brasileiro, pois pouquíssimas pessoas apareceram. Eram muitos os 'adeptos', mas quase ninguém se interessou em participar. A adesão foi apenas virtual.

***

Por não acreditar na disposição de nosso povo, não acredito nesse tipo de manifestação. A não ser que um enorme grupo se dispusesse a se unir em Brasília, na porta do Congresso e do Palácio do Planalto, em dia 'de trabalho' desses políticos, para INTIMIDAR, deixando bem claro que nossas exigências serão repetidamente cobradas. Do contrário, eles verão nossa manifestação como se fosse brincadeirinha de criança.

***








tags:
publicado por vergonha-nacional às 04:17
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

2 - Míriam Leitão e a rebelião pela Internet

Trechos do artigo de hoje de Míriam Leitão - "As Muitas Faces":

***
"Os levantes populares sempre parecem surpreendentes para quem está de fora. Mas eles são construídos devagar. Embaixo da capa de uniformidade qUe os regimes autoritários conseguem construir, as mudanças acontecem sem que externamente se saiba. Os iranianos rebelados perguntam: "Onde está meu voto?" E quem está de fora pode se perguntar: onde estava esse Irã?"

***

"Os iraniamos nas ruas não parecem gostar do isolamento e rompem a distância com o mundo aravés dos vídeos do YouTube, blogs, e principalmente do Twitter, o site de mensagens curtas, que virou o símbolo da rebelião. O Irã já é um caso de estudo da mídia social e revoltas políticas."

***

"Imperceptivelmente as mudanças vão acontecendo, a corrente dos descontentes vai se adensando, até que um fato detona a explosão."


******

Os iranianos, um povo reprimido, servem como exemplo.




***


publicado por vergonha-nacional às 03:23
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

1 - A rebelião que começou na Internet

Irã 2.0 - Como a rebelião pela internet e pelo Twitter
começou a transformar a república islâmica.
***
***

Esta é a reportagem de capa da revista Época desta semana. Um artigo de Rafael Pereira que narra o início da revolução islâmica, contra a possível farsa da última eleição em favor de Ahmadinejad, que começou na Internet. ***

***

Foto da manifestação no Irã, uma país de gente reprimida que se revoltou com a situação atual .

**********

Enquanto isso, no Brasil, mais uma passeata gay leva milhares de pessoas à rua em São Paulo.

*** ***

Não encontrei o site para facilitar o acesso ao artigo de Rafael Pereira, mas não é necessário ler o texto para saber o poder de um meio de comunicação como este para unir pessoas que tenham disposição para se impor .

***
O que nos falta é a consciência de quem somos e vontade. Exigir respeito não é muito, principalmente quando quem nos deve são aqueles que alimentamos e que deveriam trabalhar para nós, se fossem pessoas decentes. Parece que o brasileiro esquece que os políticos são NOSSOS EMPREGADOS, e dependem de nós. Nós os sustentamos, desde o croissant do café da manhã - do breakfast, melhor dizendo, embora eles não saibam exatamente o que é isso - até seus passeios internacionais.

***

publicado por vergonha-nacional às 11:37
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

A gororoba do Senado

Qual a semelhança entre as duas imagens?
***

***


Além de toda a patifaria que lemos todos os dias nos jornais, foram descobertos 658 decretos secretos elaborados por senadores. São mordomos, cirurgias plásticas, reformas nos apartamentos e diversas outras necessidades dessa gente tão incomum.
***
José Sarney, presidente daquela Casa da Mãe Joana e um dos grandes beneficiários do desvio de nosso dinheiro, alega que a culpa não é dele. A culpa é... do Senado.
***
Portanto, quando nós fizermos aquela gororoba horrosa, típica de quem não sabe cozinhar, colocaremos a panela na mesa e diremos: "A culpa não é minha. A culpa é da cozinha." Pronto. Estamos isentas de tal crime alimentício.
***
Agora já posso ir para o fogão.
***
Ricardo Noblat escreveu um excelente artigo sobre o assunto:
http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2009/06/22/a-crise-fica-197638.asp


***
publicado por vergonha-nacional às 06:18
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. CENSURA - Deputado pede p...

. CENSURA AOS BLOGS – Parte...

. CENSURA AOS BLOGS - Pedr...

. Colégio não comprova que ...

. Dilma vai rubricar ou ass...

. Lula e Dilma têm muita co...

. Dilma, "veja tudo, fique...

. Frase da semana

. Projeto de lei contra a l...

. Lula, só com arroz e bróc...

.arquivos

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds